Natal

 

O Brasil é um país multcultural. Devido à forma em que foi colonizado o país acabou sofrendo muitas influências. Principalmente européias e africanas. Mistura que fez com que a população se tornasse particularmente interessante. Cada região dessa grande área tropical possui uma particularidade.

Seja na culinária, no clima, na vegetação ou na beleza dos seus habitantes. Diversidade aqui é o que não falta. Hospitalidade também. Esse segundo item é marca registrada de uma região do Brasil: O Nordeste. Com praias maravilhosas e clima bastante quente, os visitantes às vezes chegam a descrevê-lo como o verdadeiro paraíso.

É justamente em um dos estados mais lindos do Nordeste, o Rio Grande do Norte que está localizado Mirador Praia Hotel. Conheça agora um pouco mais sobre a cidade em que o Flat está localizado: Natal. A cidade do sol...

Cidade Maravilhosa

A paixão por Natal é quase uma unanimidade entre visitantes brasileiros e estrangeiros. A cidade tem atrativos para quem quer diversão e agito e para quem apenas busca sossego. Mas é, certamente, a simpatia de sua população, com mais de 50% de jovens que adoram festas, a experiência mais marcante para quem se dispõe a conhecer os encantos desse destino inesquecível de belezas naturais incomparáveis. Melhor época, entre novembro e fevereiro, a cidade ferve de atrações, sob uma temperatura em torno de 30º C. Os agitos incluem de festival de cinema a Carnaval. Depois disso, fica mais tranqüila e mais barata, mas não menos interessante, com os termômetros registrando em média 27º C no ar e nas águas mornas do Atlântico. A chuva só comparece em alguns dias de junho e julho.

Ponha na mala

Além de roupa de banho, chinelos, boné e óculos escuros, traga um protetor solar com fator de proteção elevado. Se vai desbravar o sertão, inclua tênis, roupas leves e folgadas e um chapéu tipo sombreiro.

Vida saudável

Um estudo realizado pela Nasa mostrou que os natalenses respiram o ar mais puro da América do Sul. Já uma pesquisa feita pela Organização dos Estados Ibero-americanos para Educação (OEI), revelou que Natal tem o menor índice de mortes por homicídio entre as maiores cidades do país.

Como chegar

- De carro: A BR-101 liga Natal a João Pessoa, Recife, Maceió e Aracaju. De Fortaleza, o acesso é pela BR-116, até Boqueirão do Cesário (CE), seguindo depois pela BR-304.

- De avião: O aeroporto Augusto Severo (tel. 3644-1000) recebe vôos procedentes das principais capitais do país e também da Europa. Na alta estação, a freqüência é de 30 vôos domésticos diários e 25 internacionais por semana.

- De ônibus: No Terminal Rodoviário (tel. 3232-7310) chegam ônibus das principais cidades nordestinas e do Sudeste.

Como circular

Para ter mais liberdade e conforto, é melhor alugar um carro. Os hotéis 5 estrelas ficam na Via Costeira, a meio caminho entre a Ponta Negra e o centro da cidade, e quem se hospeda na área depende de táxi ou traslado feito por alguns estabelecimentos ou pelos próprios hotéis. Um carro também facilita o acesso às praias dos litorais sul e norte do estado, como Pipa e São Miguel do Gostoso. Os principais bairros de Natal têm ruas largas e sinalizadas, mas em algumas há faixas de pedestres sem semáforo, o que pede mais atenção ao motorista. A frota de táxi é razoável (e os preços, nada absurdos) e o transporte público – ônibus e vans – leva à maioria dos pontos turísticos. É possível ir a vários bairros pagando apenas uma passagem (R$ 2,20), utilizando-se as estações de transferência em corredores das zonas sul e norte. À noite, principalmente se você não conhece a cidade, a melhor opção é o táxi. Os taxistas também costumam dar boas dicas de diversão.

Presença Estrangeira

Dos cerca de 2 milhões de turistas que visitam Natal a cada ano, 30% são estrangeiros, a maioria portugueses. A cidade recebe também holandeses, espanhóis, argentinos, escandinavos. A maioria passa uma temporada e depois volta maravilhada para os seus países. Mas, para boa parte, não é assim. Muitos acabam apaixonando-se pelo lugar e ficam. Hoje, há cerca de 4 mil estrangeiros residindo legalmente em Natal e nos municípios vizinhos. Fonte: Guia Quatro Rodas RN 2008.

Dicas e telefones úteis

  • Código telefônico 84
  • Distância de algumas capitais Rio de Janeiro: 2 645 km
  • São Paulo: 2 947 km
  • Recife: 288 km
  • Fortaleza: 533 km
  • Maceió: 554 km
  • Samu Ambulância 192
  • Correios (0xx84) 3220 2500
  • Policia urgência 190
  • Bombeiro 193
  • Defesa civil 199
  • Delegacia do Turista (0xx84) 3232 - 7402 / 3232 - 7404
  • Consulado da Holanda (0xx84) 3219 - 0459
  • Consulado da Espanha (0xx84) 3219 - 0132
  • Consulado da Noruega (0xx84) 3211 - 6800 fax (0xx84) 3221 - 4544
  • Consulado de Portugal (0xx84) 3215 - 0809
  • Consulado da França (0xx84) 3641 - 1230
  • Aeroporto Internacional Augusto Severo – (0xx84) 3087-1270/3087
  • Rodoviária - (0xx84) 232-7312
  • Ao realizar ligações para outros estados utilize o "021" ou o "031" antes do (código) DDD da cidade.

Pontos turísticos

Carnatal

Conhecido por ser o maior carnaval fora de época do mundo, o Carnatal acontece desde 1991 e reúne o melhor dos músicos baianos. São vários trios elétricos com milhares de foliões e pipocas dançando e acompanhando o ritmo do axé. A festa acontece sempre na primeira semana de dezembro.

Vaquejadas

São eventos típicos do Nordeste. Onde os vaqueiros disputam prêmios montando em cavalos. Essas festas são marcadas por shows de forró que reúnem milhares de pessoas que gostam de dançar o forró. Dança típica da região.

Barreira do Inferno

Primeira base de lançamentos de foguetes da América Latina, a Barreira do Inferno recebe este nome por estar no alto de uma falésia altíssima, de cor avermelhada. Hoje em dia, a base realiza pesquisas espaciais e recebe grupos de visitantes com horário marcado.

Cajueiro de Pirangi

Esta "aberração genética" (segundo pesquisas científicas) é uma das mais belas e fascinantes árvores que existem. Com uma copa de 8.400m2, o maior cajueiro do mundo chega a produzir 60 mil cajus por safra. O local conta com estrutura de lojinhas de souvenirs e passeios guiados.

Praia de Pipa

Situada a cerca de 85km de Natal, a Praia da Pipa é imperdível para quem busca aventura durante o dia e badalação à noite. Eleita pelo Guia 4 Rodas como uma das 10 mais belas do Brasil a Praia da Pipa concilia a beleza das enseadas e falésias, à infra-estrutura, com charmosas pousadas, lojinhas de artesanato, bares e restaurantes. É famosa pelas suas caminhadas pelo Santuário Ecológico, por ser a Meca dos surfistas Potiguares e por sua noite "caliente", frequentada por turistas do mundo todo.

Praia de Genipabu

A praia de Genipabu é parada orbigatória para os turistas que fazem passeios de buggy. As belíssimas dunas prometem fortes emoções: lagoas com "aerobunda" e "esquibunda", manobras ousadas dos bugueiros e passeios em cima de dromedários.

Vários restaurantes no local, e visual deslumbrante, neste que é um dos mais conhecidos cartões postais do litoral norte-riograndense.

Praia de Maracajaú

Comparada ao Caribe e Tahiti por revistas internacionais, a praia possui um conjunto de corais em sua costa, chamados de "Parrachos de Maracajaú", que proporcionam uma bela visão aos olhos de quem deseja mergulhar para contemplar a fauna e flora marinha ou simplesmente nadar, aproveitando a plataforma instalada a aproximadamente 7 Km da costa, sendo este trajeto feito de lancha.

Forte dos Reis Magos

O Forte dos Reis Magos compete acirradamente com o Morro do Careca, no quesito "cartão postal mais lembrado de Natal". Marco da colonização portuguesa no Estado, teve sua construção inicidada em 1598, e chegou a ser ocupado por Holandeses entre 1633 e 1654. Está localizado nas proximidades do encontro do Oceano Atlântico com a foz do Rio Potengi. Além da história que carrega, a beleza do Forte e a vista que ele proporciona são únicas.

Rua Chile

Localizada em um dos mais tradicionais bairros de Natal: A Ribeira, a Rua Chile é famosa por abrigar várias casas de shows e boates que atraem estilos diversificados de pessoas.

Lagoa de Genipabu

É um verdadeiro "oásis" em meio as dunas da maravilhosa praia de Genipabu. Com águas cristalinas e calmas, a lagoa é propícia para o relaxamento.

Praça Cívica

Localizada no Centro da cidade, é uma das praças mais belas de Natal. Concentra uma grande diversidade de lanchonetes ao redor e é ponto de encontro de jovens natalenses.

Aeroporto Internacional Augusto Severo

Está localizado em Emaús, Parnamirim (A 18 Km de Natal) e é atualmente o aeroporto de maior capacidade do RN. Tem capacidade para 1,5 milhão de habitantes ao ano. Também é usado pela BANT (Base Aérea de Treinamento de Natal), uma das principais bases de instruções de pilotos de combate da Força Aérea Brasileira (FAB). O Aeroporto é o único na Região Nordeste a receber vôos charters da Escandinávia.

Gastronomia

Carne de Sol à Moda Potiguar - A legítima carne de sol à moda potiguar de Natal é diferenciada principalmente pelos acompanhamentos: farofa d'água ou do sertão, arroz de leite, feijão verde ou de corda, macaxeira (mandioca, aipim) frita ou cozida, salada básica (alface, tomate e cebola) e manteiga de garrafa. Esta combinação lhe dá um sabor inesquecível.

Cuzcuz com frango

Esse prato é composto por farelo de milho cozido e temperado com legumes e frango cozido. Uma delícia. Feijão verde - Acompanhado de farofa d'água e carne de sol é um típico prato da culinária nordestina. Quem prova não esquece.

Obs: A cidade possui uma boa infra-estrutura, com ótimos restaurantes que servem desde o melhor da gastronomia local até a internacional. Os melhores restaurantes estão localizados em Petrópolis, Ponta Negra, Lagoa Nova, praia de Pirangi, entre outros. Alguns dos mais famosos são: Camarões, Âncora Caipira, Buongustaio, Mangai, Guinza e Galo do Alto.

Ponte Newton Navarro

A Ponte Newton Navarro é mais conhecida popularmente como Ponte Forte-Redinha, mas tem nome oficial de Ponte de Todos - Newton Navarro, sendo uma das mais altas pontes estaiadas do Brasil e a segunda maior ponte do Nordeste do Brasil. Ela pode ser vista em vários pontos de Natal e liga os bairros da Zona Norte e os municipios do litoral norte do estado, aos bairros da Zona Sul e do litoral sul, além de outras regiões da cidade passando pelo Rio Potengi.

Centro de Turismo de Natal

O prédio foi construído por volta do final do século 19, e tem uma longa história: foi abrigo para mendigos, orfanato e prisão.Desde 1976, tem abrigado o Centro de Turismo, onde se encontram várias peças de artesanato e trabalhos manuais; cada loja ocupa uma das antigas celas da prisão. Há apresentação de shows folclóricos no local. O local tem uma bela vista da cidade, da Praia dos Artistas e do Rio Potengi.